Africa Fama no Facebook

sábado, 9 de janeiro de 2016

Ancião africano não quer Beyoncé a representar sul-africana escravizada


Beyoncé estará prestes a lançar-se ao mundo do cinema. A cantora planeia realizar um filme sobre a vida de Saartjie Baartman, mulher sul-africana do século XIX que foi escravizada e exibida em “espectáculos de horrores” em França e no Reino Unido. Embora o trabalho ainda não esteja 100% confirmado, um Ancião africano já veio a público para criticar o projeto. Ele considera a popstar indigna do papel.

O Ancião disse que “ela não tem a dignidade humana básica para escrever a história de Saartjie, muito menos fazer o papel. Por quê Sarah Baartman? Por que não uma história de uma mulher indígena americana? Só posso ver arrogância em sua tentativa de contar uma história que não é para ela contar”.

Jean Burgess, que fez o ataque público, em entrevista ao site sul-africano News 24, é representante do Ghonaqua First Peoples, uma espécie de instituição dos povos originários da África do Sul.

A escrava sul africana Saartjie Baartman (1789-1815), foi usada como atração em um show de horrores no século 19 sob o codinome Vênus Hotentote.

Saartjie, que era do povo Khoisan, do sudoeste de África, se tornou atração, especialmente em Londres, por conta de seus traços negros e o corpo voluptuoso, com direito a seios e bumbum avantajados. 

Os pagantes de suas apresentações podiam tocar o seu corpo, especialmente as nádegas.

A africana teria trabalhado para uma família holandesa quando o irmão do fazendeiro e um cirurgião, que costumava apresentar seres humanos como animais em espetáculos, levou a escrava a Londres em 1810 para ser exposta no Egyptian Hall of Piccadilly Circus, um típico show de horrores.

Jean Burgees acredita que levar sua história ao cinema, através de Beyoncé, é uma afronta ao povo khoikhoi (do qual Saartjie fazia parte). “Ignorando o fato de que os khoikhoi estão vivos e que a história de Saartjie teria um impacto em como somos representados, é um erro de uma grande magnitude”, concluiu.

Segundo relatos, Beyoncé que ainda não e pronunciou sobre o assunto, já terá recrutado uma equipa de professores de representação e guionistas de forma a levar o filme ao grande ecrã, sendo que a própria cantora teria o papel de Saartjie, baptizada Sarah.

Caso os seus planos prossigam, Beyoncé levará a história de Saartjie Baartman ao grande ecrã pela segunda vez, após o tunisino Abdellatif Kechiche o ter feito em 2010 com Black Venus.

Fonte: Angorussia
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Clique aqui e Fique informado sobre os Famosos Moçambicanos

Postagens populares