Africa Fama no Facebook

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Uma breve reflexão sobre a Musica Africana em Portugal


Hoje quando me dizem que a Musica Africana està na moda eu digo que não, porque o que està na moda è a musica feita por Africanos domesticados pelos europeus com costumes e apaixonados pela visão europeia do mundo.

Tenho sentido pouco da força, da energia e da essencia do que è ser um cantor de Musica Africana nestes "posers" que no final do dia pouco ou nada fazem pela Musica Africana na sua verdadeira essencia.

Têm a voz mas não falam pelos seus, têm meios mas não proporcionam para os seus, não são donos de nada, muitas vezes nem da musica que cantam.

Se não cantam ilusão fazendo-nos parecer em constante caso amoroso, cantam mentira e negatividade fazendo que acabemos sendo generalizados, seja qual for a formula usada nenhuma serve para nos elevar ou guiar para uma condição melhor a nenhum aspecto das areas da vida em sociedade e na verdade a maior parte das vezes apenas cantam o que os "outros" querem ouvir e raramente o que NÓS precisamos que seja cantado. 

Vejam quem os gere, Quem os vende, atè vejam bem com quem tocam hoje em dia.

A ultima vez que vi um Grupo de fado reparei no factor etnico da banda, a ultima vez que vi um show dum artista actual e popular de kizomba reparei no mesmo e dei conta que no primeiro respeitam a identidade do grupo e no segundo a identidade foi vendida pela fama.

Não està na definição do ritmo ou no instrumento que ouves e podia nem estar no aspecto racial mas a Musica Africana, è tão espiritual, è tão forte na sua base que incomoda, jà foi proibida, atè muitas vezes na sua forma natural não è facilmente digerida por aquele que se vêm no espelho africanos mas estão confusos na sua identidade.

A Musica africana è algo que se sente e não è Musica feita por africanos è a extensão da espiritualidade Africana.

A grande Nina Simone disse que è impossivel seres um cantor africano e a tua musica falar apenas de festa pois o nosso povo no geral não tem motivos para festejar  , a frances welsing sublinha por baixo dizendo que existe uma altura e um tempo para dançar e cantar mas não quando na verdade estamos no meio duma guerra.

Entendo que muitos sò vejam a nossa cultura pelo aspecto econòmico e como tudo o que se passa com o nosso povo tem directa ou indirectamente a ver com o estrangulamento econòmico do nosso povo.

Entendo que se defendam como sendo o seu ganha pão, eu também tenho uma Família pra sustentar mas assim como uma estatueta feita de pau preto Linda è vendida na feira por uns miseros euros o mesmo expressar de talento feito por um europeu è vendido por milhões num museu.

Temos que andar a vender o que è nosso por muito menos do seu valor porque falta amor nesta nova geração, amor pelos seus, amor por aquilo que São.

A diferença serà no amanhã e continuando a não DAR VALOR ao que è nosso chegaremos ao dia em que os nossos proprios filhos deixarão de o fazer por completo e a nossa cultura se dissiparà por aí porque no final a cultura EUROPEIA TEM MUITO MAIS VALOR ECONOMICO, muito por culpa nossa.
Valorizar o que é nosso é urgente e mais urgente è valorizar-mos o nosso povo.

Esta gente só se lembra do povo para sustentar seus vicios, egos e Família esquecendo-se que segundo a cultura Africana original o teu povo è a tua Família.

Texto: Celso Morais
←  Anterior Proxima  → Inicio

3 comentários:

  1. Carro Daniel,qiero lhe parabenizar pelo texto,é muito profundo e sério, espero q os verdadeiros culpados pela perda dos nossos valores como africanos coloquem a mão na consciência e fazer diferente desde já, antes da nossa cultura cair no abismo e falta muito pouco...

    ResponderExcluir
  2. Carro Daniel,qiero lhe parabenizar pelo texto,é muito profundo e sério, espero q os verdadeiros culpados pela perda dos nossos valores como africanos coloquem a mão na consciência e fazer diferente desde já, antes da nossa cultura cair no abismo e falta muito pouco...

    ResponderExcluir
  3. O Anselmo Ralph canta sobre amor, traicoes, acima de tudo, relacoes. Nao deve agora fazer luta por uma causa perdida, de adivinhar o que e' que os outros querem que ele cante. O habito de reclamar do trabalho alheio e' tipico de gente que nao faz nada na vida.
    Musica africana? A musica e' internacional. A musica zulu, e' tao africana quanto a musica dos Magreb. Se o autor quer andar a mostrar a sua africanidade musical, deve comecar a lancar os seus proprios discos, agora criticar a criatividade de outros e ainda por cima chamando-os de "posers" como se isso fosse descricao de alguma coisa e' que nao da'.
    Uma cantora mulata agora vira simbolo de africa? Ja' pela cor da pele, da para ver que ela e' de raca mista. Ela pode cantar por Africa, pela Europa, ou pelo que ela quiser ja' que esta no sangue que lhe corre nas veias.
    Cantores africanos e' uma coisa entre aspas. Nos sentimos a lusofonia, no kizomba, no kuduro, no samba, na morna, no rock em portugues, no rap em portugues e nas mais vertentes musicais que existem na lusofonia do que na musica que venha de paises africanos nao lusofonos. Porque^? Porque e' na nossa lingua, entao traz mais sentimento.
    Essa tal africanidade nao me diz absolutamente nada, se eu tiver que escolher entre o continente africano e os paises de expressao portuguesa.

    ResponderExcluir

Clique aqui e Fique informado sobre os Famosos Moçambicanos

Postagens populares